Plano de Voo 03/01/17

Oi gente!

Hoje é terça-feira! Dia do mimo <3, que delícia! Quem não gosta de ganhar um mimo, não é verdade? Mas hoje não vamos esperar por ninguém. Vamos nós mesmas fazer algo de bom pra gente.

É como dizem nos aviões: primeiro colocamos a nossa máscara para depois ajudar quem está ao lado. Precisamos estar bem para cuidar da nossa casa e de quem amamos. Sinto muito isso em relação à minha filha. Quando uma situação me abala profundamente, vejo o reflexo nela, e imediatamente acende um sinal de alerta dentro de mim que me faz lutar contra aquilo e tomar o controle da situação. Preciso estar bem para cuidar dela e para que ela fique bem. As vezes é difícil não poder curtir uma fossa, por exemplo. Mas em geral é meu combustível pra seguir adiante. Minha pequena que eu amo tanto.

Oops! Me empolguei. Voltando…

Então o que você vai fazer hoje por si mesma? Que tal um banho bem demorado com direito a esfoliação e um sabonete líquido mega cheiroso? (pra mim isso é mimo, tá? Não me julguem! rsrsrs). Ou uma ida ao salão para um dia de princesa (cabelo, unhas, depilação..)? Ou sair para almoçar com uma amiga querida que faz tempo que não encontra? Você escolhe, desde que mime-se. Hoje é seu dia!

Mas como nem tudo são flores, precisamos continuar cuidando da casa. E pra que não se torne uma coisa desagradável, vamos aos poucos e com amor.

Estão conseguindo manter a pia brilhando? Este é o nosso hábito do mês. A cozinha é o coração da casa. Não dá pra ficar tranquila com a pia cheia de coisas esperando a gente. Vamos criar o hábito de mantê-la limpa. E se for impossível fazer isso ao longo do dia, vamos fazer antes de dormir. Não tem coisa melhor do que acordar e não ter nada sujo na pia. Já diminui a correria matinal, não é?

A missão de hoje (continuando na Zona 01) é apagar os HOTSPOTS da varanda, hall de entrada e sala de jantar. Lembra que a gente sempre fala que quando se tem coisas demais elas ficam sem um lugar certo na casa? Pois é! É importante que cada coisa tenha seu lugar definido. Especialmente se você não mora só. Se todos os moradores da casa sabem o lugar das coisas, fica mais fácil manter a ordem. Na entrada da casa é muito comum a gente soltar bolsa, sapato, celular, carteira, chave, correspondência e por aí vai. A missão de hoje se refere a este hábito que temos que abolir das nossas vidas. Guarde o que não pertencer a estes ambientes e defina o lugar correto para o que deve permanecer ali.

O babystep de hoje (dia 03) é repetir tudo e acompanhar um grupo. Simples assim! Repetir tudo porque para criarmos um hábito novo leva um certo tempo. Então, hoje vamos nos vestir completamente (incluindo os sapatos) e manter nossa pia brilhando mais uma vez. Isso tem que se tornar uma coisa tão natural que fique automática. E acompanhar um dos muitos grupos pra se tornar parte da grande família Fly. Se você não tiver tempo para interagir (ou não gostar), ok. Os blogs acabam trazendo muita coisa do que está lá. Mas se você tem um tempinho livre e gosta de fazer amizades, tem grupos no yahoo e no gmail, tem páginas no facebook, no instagran, grupos no whatsapp… O importante é se sentir a vontade e estimulada pra continuar. E ter um canal para tirar suas dúvidas.

Hoje completamos o terceiro dia de voo. E pra nos incentivar a continuar, mais uma frase motivacional: “Nossa maior fraqueza está em desistir. O caminho mais certo de vencer é tentar mais uma vez.”-Thomas Edison

Beijos e até breve.

Anúncios

Aprendendo a cuidar da casa

Oi gente!

Vou fazer uma pequena retrospectiva para vocês entenderem o tamanho da minha dificuldade com a organização do lar. Mais uma vez, quero mostrar que o FlyLady serve para todas, não só para as “prendadas”. Claro que para essas pode ser mais fácil, mas as que não tem o “dom”, assim como eu, também conseguem.

Embora eu tenha sido criada numa casa com quatro mulheres (eu, minha mãe e duas irmãs), nós não fomos “educadas” para cuidar de uma casa. Isso tem um lado bom e um lado ruim. E rende assunto pra mais de quilo, rsrsrs. Mas onde eu quero chegar: Quando casei, eu não fazia ideia de como manter minha casa em ordem. Solução: faxineira duas vezes por semana! E a comida? O ex cozinha divinamente, para nossa alegria! Foram 10 anos de casada, sempre com faxineira.

Lá no primeiro post Começando… eu falei rapidamente como era a minha casa, mesmo tendo uma pessoa pra me ajudar.

Quando eu separei, dois anos atrás, fui morar com meus pais. Mais uma vez o cuidado da casa não era minha responsabilidade. Imaginem quando eu tomei a decisão de ir morar “só”. Na faxina da mudança minha mãe foi comigo e me ajudou a limpar tudo. Depois, acabou. Era eu e eu mesma pra cuidar de tudo. Limpar, arrumar, cozinhar, cuidar de roupas, banheiros e, de quebra, da pequena. Essa era a parte que eu sabia fazer melhor. Cuidar da pequena! Pelo menos era, antes do divórcio. Mas isso eu conto pra vocês em outro post.

No começo eu pensei: vou tirar de letra! Um apartamento bem pequenininho, só eu e a pequena. Mel na chupeta! Só que não. Durante a semana eu procurava não deixar pratos sujos, evitava que ficassem coisas fora do lugar e pronto. Nos finais de semana: faxina. Qual o problema da faxina no fim de semana? Quando a pequena estava comigo eu ficava com pena de não dar atenção a ela pra cuidar da casa. E quando ela estava com o pai mas o meu namorado vinha ficar comigo, eu tinha pena de fazer faxina ao invés de namorar. E aí? Começava a semana e eu não tinha feito nada!

Claro que não era sempre assim. Quando a situação estava muito crítica, eu fazia. Não importava que eu estivesse sacrificando o tempo com meus amores. Tinha que fazer. Mas fazia o básico para a casa ficar habitável. E foi assim que as coisas começaram a acumular. Limpar dentro dos armários? Sem chance. Limpar vidros de janelas e varanda? Nããnn.

Aliado a essa minha dificuldade para administrar os serviços domésticos, tive um ano muito difícil com a pequena (prometo que vou escrever um post sobre isso!). Eu estava emocionalmente desequilibrada e isso refletia em tudo na minha vida. Inclusive na minha vida profissional.

Depois que passou a tormenta, me veio à cabeça que o Fly Lady poderia me ajudar de verdade dessa vez. Eu já conhecia o método, agora só precisaria revisar e aplicar. Graças ao divórcio eu quase não tenho tralha, ou seja, a fase mais difícil do método já está praticamente ok! E aí começou a minha atual fase Fly. Essa que eu quero compartilhar com vocês.

Mas, antes de falar sobre como eu estou aplicando o método, quero deixar claro, principalmente pra quem ainda não conhece o Sistema Fly Lady, que não sou criadora de nada, muito menos especialista no assunto. Sou uma Fly Baby. E conto com dicas e sugestões de outras Flies.

Tudo que eu falar sobre o método, vou indicar a fonte para que vocês possam se aprofundar. Para quem já quer começar, sugiro se inscrever nos grupos do yahoo e do gmail. Lá tem todas as instruções passadas pela criadora do método e traduzidas pro português. Quem quiser seguir a página oficial do sistema (em inglês), é o flylady.net.

Vou ficando por aqui e volto em breve pra conversarmos sobre o Fly Lady. Enquanto isso, me conta como você faz pra manter sua casa em ordem!

Beijos e até breve!